Autor: Ministerio Shores of Grace

FICAR NU

Existe um nível de intimidade que palavras não podem expressar. Essa ligação de intimidade de duas pessoas que permite conhecer um ao outro de forma infinita. Quando nos apaixonamos, desejamos essa intimidade, e a verdade é que nós não temos conhecido essa conexão relacional por modelos saudáveis. Homens e mulheres não estão deixando exemplos de relacionamento consigo mesmo, com o próximo, com Deus. E é sobre isso que quero dizer: É preciso ficar nu. Do que eu estou falando? Não fique confuso, mergulhe comigo na Palavra e vamos entender isso.

Quando Deus criou Adão e Eva, Ele os colocou no jardim (Gênesis 1 e 2). Eles estavam nus, sem roupas. Deus os criou um para o outro. Eles tornaram uma só carne. Esse foi o plano do Pai. E aí você já conhece a história, Adão e Eva comem do fruto que foram instruídos para não comer, e eles imediatamente percebem que estão nus (Gênesis 3.7). Então eles procuraram algo para se cobrir. Ao lermos essa passagem por vezes desprezamos esse detalhe, e não entendemos porque eles estavam nus, ou o porquê que eles se cobriram logo após, imediatamente. Existe um forte motivo de estar nu ou estar vestido. Adão e Eva foram expostos a uma nova ideia que eles ainda não conheciam, a integridade.

Eles foram feitos seres relacionais, e eles estavam nus, não tinham vergonha. Por quê? Porque eles entendiam uma coisa, Adão e Eva eram um. Na criação de Eva, Ele disse ao casal: ‘Homem deixará pai e mãe… e com sua esposa eles se tornarão uma só carne’. Essa declaração não é apenas um lindo poema, é uma forte sentença sobre a natureza de Deus. A palavra no original dos manuscritos desse texto para “um/uma” é EchadEchad é utilizado várias outras vezes no Antigo Testamento; quando o Senhor diz “Israel tem um Deus” a palavra é Echad. E em várias outras vezes Echad significa o um de Deus. Ou seja, Adão e Eva na sua união refletem a imagem de Deus. É aqui que tudo fica muito mais profundo, o casamento é o reflexo de Deus. Não foi com propósito de poesia que Jesus ensinou sobre o Reino como uma festa de casamento, ou quando Paulo nos fala sobre Cristo sendo o noivo e a igreja – a noiva. Echad reflete quem somos, reflete quem Deus é.

Mas como no sistema moderno e corrupto do mundo, temos replicado em toda a sociedade, incluindo na igreja essa falsa realidade de união. As pessoas dormem juntas mas não assumem uma responsabilidade uma com a outra. Pessoas se tornam objetos de desejos, e são tratadas como objetos em revistas e vídeos sensuais e eróticos, tirando a humanidade das pessoas que Deus criou. É por isso que quando a jovem garota acorda na manhã seguinte que dormiu com um rapaz que conheceu na noite anterior, ela deseja ligar para ele, ela quer saber qual será o futuro da relação. Ela quer ficar nua, ela quer conhecer o ser infinito no rapaz. Essa é a sexualidade de Deus que está dentro de nós buscando o Echad. E como sabemos, as pessoas estão fazendo sexo e não estão ficando nuas. Filhos não têm pai, pais e mães divorciados é aceitável e comum. Como seres humanos criados à imagem de Deus estamos desvalorizando aquilo que Deus fez tão valioso. Mas isso é sobre aquilo.

Essa desvalorização acontece porque não sabemos quem nós somos, não sabemos quem somos pois não sabemos quem Ele é, e sem saber quem Ele é não sabemos quem as pessoas são, e Echad é apenas uma linda poesia, não é mais ensinado e inspirado, pois não ficamos nus.

Não ficamos nus diante de nós mesmos, mentimos para nós mesmos, nos enganamos.

Não ficamos nus diante de outros, usamos máscaras, não somos verdadeiros.

Não ficamos nus diante de Deus, nós nem o conhecemos.

Ficar nu é ter intimidade, ou seja, é conectar por fora exatamente como conectamos por dentro. E isso é extremamente perigoso, nos tornamos vulneráveis, nos tornamos reais. Jamais poderemos conhecer Cristo se não ficarmos nu, se não nos expormos em todas as áreas das nossas vidas. É aqui que não nos conformamos com o mundo, mas somos transformados pela renovação da nossa mente. Precisamos nos arrepender por nos cobrirmos e não nos permitirmos ser renovados na mente de Cristo.

Integridade é ser por fora exatamente como você é por dentro, sim, estou falando sobre ser íntegro e ter intimidade com Deus, consigo mesmo e com o próximo. Isso não parece o modelo que Jesus nos apresentou? Eu descubro cada dia dessa caminhada que preciso mais e mais desse transformar e moldar, eu preciso mais do que qualquer um outro. Precisamos ficar nus, viver em transparência e clareza, é hora de tornarmos verdadeiros. E você? Será que isso se refere a você?

NOSSA ANSIEDADE DE CADA DIA

A maioria de nós já ouvimos ” você está tão ansioso(a)!” ou algo parecido diversas vezes em nossa vida. Podemos pensar em várias palavras para descrever como nos sentimos quando aparentemente estamos ansiosos, por exemplo: grande expectativa por algo, nervosismo, dúvidas, inquietude, falta de paz, etc.

A ansiedade é um componente importante para nossa vida, mas até que ponto é algo saudável?

É sobre tal questão que o texto pretende falar.

Na atualidade, tudo acontece tão rápido. Pessoas nascem, casam, têm filhos, compram, vendem, ganham, perdem, e milhares de outros fenômenos naturais e estranhos acontecem o tempo todo numa rede chamada sociedade humana. O tempo entre eles parece que está numa corrida sem pausa, sem trégua pra respirar; passa na sua correria, e ainda tenta governar nossas emoções e sentimentos, tornando o passado presente e tentando viver o futuro no agora, tudo bagunçado mesmo, marca da nossa civilização. E aqui estamos nós, bem no meio desse emaranhado de informações, cada um com sua história, suas causas  e queixas, vivendo um dia após o outro, tentamos ser mais do que simples números, e somos!

Somos tão cobrados e pressionados a avançar, a conquistar coisas novas, tomar decisões, e cumprir metas, viver numa moda e num padrão de vida quase inalcançável, estar atualizado o tempo todo, etc.; não que esses aspectos sejam algo ruim para nós, mas que por conta disso, muitas vezes não resistimos, caímos no ciclo da ansiedade, e assim corremos um grande risco de começar a viver uma vida na superficialidade. Aqui está um ponto delicado, que precisamos sempre estar refletindo sobre nós mesmos, nossos valores, enfim sobre nossa própria existência.

Sobre a ansiedade, existem dois tipos que podemos destacar: o estágio funcional e o disfuncional.

A ansiedade funcional é naturalmente uma forma que nosso corpo/mente encontrou para nos manter protegidos contra o perigo . Quando percebemos algo perigoso ou ameaçador o nosso cérebro libera substâncias que são resposta para aquele estímulo. São características da ansiedade, em geral nossos batimentos cardíacos aumentam, o ritmo da respiração também, e os nossos músculos se prepararam para uma defesa, eles ficam tensos.

Agora, imaginem, que estamos diariamente expostos a fenômenos sociais que ameaçam nossa segurança, sem contar com questões pessoais, que muitas vezes nos fazem ficar tensos e preocupados. Constantemente o nosso cérebro entende que precisamos nos proteger, e o que acontece? Começamos a experimentar sintomas da ansiedade disfuncional!

Na ansiedade disfuncional, geralmente sentimos as características da ansiedade funcional de forma mais intensa, que poderão desenvolver vários sintomas (não vamos nos aprofundar em sintomas ou diagnósticos, mas sim promover uma reflexão sobre um estilo de vida mais saudável) e nos adoecer de fato.

Existem diversos sites, revistas e livros que apontam para estilos de vida quase perfeitos e que, muitas vezes não conseguimos adaptar à nossa realidade. São conteúdos interessantes, de fato, porém é necessário entendermos que o estilo de vida perfeito para nós é aquele que nos traz paz. E, sobre a ansiedade, como falamos acima, é natural nos sentirmos ansiosos em algum momento de nossas vidas, é um processo biopsicossocial (é ao mesmo tempo, biológico, psicológico e social), mas se isso faz parte do nosso estilo de vida, como quase que uma regra para todos os eventos e fenômenos que acontecem ou que acontecerão, provavelmente não estamos em paz e a tendência é de adoecermos.  

Muitas vezes já estamos tão habituados a viver um modo de vida ansioso que nem sabemos como é viver de outra forma. A auto-reflexão é sempre mais importante do que qualquer outra fonte de motivação para mudança de hábitos. Fazendo isso, teremos a possibilidade de perceber quando não estamos bem, e quando precisamos de ajuda para enfrentar as fases difíceis da nossa jornada.

SOAKING

Adoração é estilo de vida. Eu já ouvi essa declaração diversas e inúmeras vezes. Na igreja eu ouvi isso toda minha vida. Ouvi que adoração não é apenas uma canção ou um sentimento de um momento. Mas demorou alguns anos até eu entender o que realmente é esse estilo de vida. Não que eu não entendesse adoração, mas eu não conhecia as formas que minha vida poderia ser nesse aspecto de louvores e rendição.

Eu cresci em lar cristão, e sempre congreguei e servi na igreja local. Fui em muitos cultos, retiros, acampamentos e conferências. Tive várias experiências profundas na Presença de Deus. Algumas das quais despertaram um grande interesse, uma sede por algo inexplicável até o momento. Foram momentos de total solitude, paz e descanso no espírito que me enchiam desse anseio por mais. Me lembro de estar no meu quarto ao som de Ludmila Ferber, era um dos álbuns de música espontânea, e eu me encharcava no Espírito. Era uma adoração nova e diferente para mim. Nos espontâneos de Diante do Trono eu sentia esse rio fluindo em mim. Pouco sabia eu que essa prática de adoração existia entre os Levitas e em várias partes do mundo atualmente conhecida como Soaking (em Português encharcar, como uma esponja).

Nic Billman prefere o termo Marinar, do origem do termo Bíblico. Nas Escrituras se trata de uma prática dos Levitas quando limpavam o templo, se encharcavam da presença. Era comum entre eles gastarem esse tempo meditando na Palavra e na Presença de Deus.

Em pesquisa na internet sobre o assunto, encontrei essa história que ilustra perfeitamente. A autora do texto conta sobre os seus pais. Ela diz que eles tinham se casado recentemente e que as condições financeiras estavam bem limitadas. Ainda assim resolveram investir e gastar um pouco mais para fazer um churrasco só os dois. Compraram então um pedaço de carne, o que não era muito barato e colocaram para marinar em uma vasilha com temperos e sal. Como os dois trabalhavam em tempo integral, acabaram não conseguindo preparar naquela noite o churrasco. Eles acabaram tendo outras programações e por alguns dias aquela carne ficou imersa no sal e nos temperos. Após esse vários dias que eles não conseguiram ter o churrasco, eles finalmente conseguiram fazê-lo em um jantar. Eles decidiram que não podiam simplesmente jogar aquela carne fora e comprar outra por causa do preço e das condições financeiras. E afinal a carne parecia boa e o tempero a tinha conservado, estava imersa durante todos os esses dias. O marido preparou a churrasqueira e colocou para assar.

Após vários minutos ele percebeu que a carne não assava. Isso o intrigava. Ele insistiu e por um longo período de horas no fogo nada parecia acontecer. A carne se tornou impenetrável, como que em conserva. Isso acontece com vegetais que ficam em conserva, entre eles o picles é o mais comum, origem da expressão em Inglês ‘pickled’. A carne durante esse tempo nos sais e nos temperos fechou seus poros, e o calor não permitia que ela pudesse ser alcançada de alguma forma pelo calor e as chamas.

Assim, somos nós. Precisamos nos imergir, como no termo Grego na Bíblia ‘batismo’, totalmente encharcado da Presença, tão saturado do óleo do Espírito que as chamas do inferno, do sistema maligno não podem mais nos afetar. É nesse tempo com Deus, somente você e Deus, que você é fortalecido no Senhor, e se torna vencedor e cheio Dele. Entre tantas coisa é ouvir a voz Dele, Soaking é ser cheio, encharcado e transbordante do Espírito de Deus.

Se você deseja experimentar isso, os passos são bem simples.

  1. Encontre um local quieto, e silencioso para descansar e repousar na presença. Sinta-se confortável, deitar pode ser uma boa forma.
  2. Coloque uma música calma de Soaking ou adoração espontânea. Você pode adquirir um dos nossos CDs de Soaking no iTunes, ou na nossa loja online. Escreva para contato@shoresofgrace.com e peça pelo Álbum Immersed. Existem muitos outros, essa é apenas uma recomendação.
  3. Aquiete seu espírito, fixe seus olhos em Jesus, sem distrações, permita Ele ministrar ao seu coração e espírito. Sofonias 3.17 diz que Ele canta sobre nós com júbilo, alegria e amor.
  4. Ouça a voz Dele e permita que a Palavra se torne vida em você.
  5. Gaste o tempo que for preciso se enchendo Dele. Evite orar, muitas vezes oramos tanto, ou melhor, falamos tanto que não conseguimos ouvir a suave voz do Pai. Ouça e anote, registre isso no seu diário ou caderno. Faça isso sempre!

Se tiver alguma dúvida e deseja saber mais sobre Soaking, por favor escreva me por email: jonathan@shoresofgrace.com me mande também seu testemunho do seu momento e da sua experiência em Soaking, de como Deus ministrou a você, estou curioso para saber como Deus está derramando sobre sua vida!

REINO E CULTURA

O que é cultura? Na etimologia da palavra cultura significa, entre outras definições: um padrão integrado de conhecimento humano, de crença e comportamento que depende da capacidade por pensamento simbólico e aprendizado social. O dicionário Webster adiciona nesse significado: ‘a capacidade de aprendizagem e de ensino para suceder gerações; conjunto de valores, características do dia a dia’. Segundo a Wikipédia, cultura é ‘um sistema de símbolos compartilhados com que se interpreta a realidade e que conferem sentido à vida dos seres humanos’. Cultura é informação, isto é, um conjunto de conhecimentos teóricos e práticos que se aprende e transmite aos contemporâneos e aos vindouros. Cultura é algo dinâmico e não estático. Com as gerações mudanças são feitas através de acionamento de mecanismos adaptativos e cumulativos.

Como então ‘culturalizar’ os conceitos de Jesus e Seu Reino, cultivar a cultura dos céus na terra? Eu quero fazer essa inserção! Somos embaixadores representantes de um Reino que a cultura é muito diferente das que são conhecidas na terra, nós carregamos conceitos, conhecimento e práticas do sobrenatural. Assim, fazemos história, influenciamos gerações e estabelecemos o Reino, assim como está escrito em Apocalipse 11.15: ‘…e houve no céu grandes vozes, que diziam: O reino do mundo passou a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos.’

Imagine a cultura sendo revestida de poder pelo Reino de Deus. Eu quero engajar nessa realidade de possibilidades infinitas. Eu quero ver o que foi destruído reconstruído, crianças restauradas para seus pais, e os pais para seus filhos. Nações debaixo do controle de Jesus, e livres da escravidão, livres da exploração sexual. Filhos e filhas andando com Deus Pai como reis e rainhas do Rei dos reis! Essa é minha cultura, é aí que estou direcionado!

Basta à religião, que venha a verdade e o Reino da luz invadir a cultura.

  • 1
  • 2

© 2021  |  3000 Custer Road Suite 270 #7024 Plano, TX 75075  |  +1 (615) 647-6274 |  Av. Pres. Castelo Branco, 7966 - Barra de Jangada, Jaboatão dos Guararapes - PE, 54460-025  |  +55 81 99802 9000 |  Shores of Grace Ministries, a US 501 (c)(3) public charity, EIN 27-3022828  |  Shores of Grace is a charity registered in Brazil CNPJ 19.312.157.0001-80